Quinta-feira , Janeiro 19 2017
Inicio / E-SPORTS / Gabriel “Kami” : o fenômeno do League of legends no Brasil

Gabriel “Kami” : o fenômeno do League of legends no Brasil

Para muitos ” jogar videogames” não é uma profissão, mas para outros como o Kami, essa é a forma dele de viver, o jogador de apenas 20 anos  atualmente possui a maior multa recisória do game no país, simplificando, para tirar o Kami de sua equipe antes de seu contrato terminar a organização deverá desembolsar 1 Milhão de Reais.

A história do filho único Gabriel “Kami” com os games começa logo aos 3 anos, ainda em Pelotas, no Rio Grande do Sul, cidade natal do gamer. Era sua idade quando ganhou o primeiro jogo portátil da mãe, Sandra Bohm. Entretanto, junto com o “brinquedo” que mudaria sua vida vieram tempos turbulentos. Separada do pai de Gabriel e demitida do emprego que mantinha como técnica em manutenção de computadores, Sandra e o pequeno Kami foram obrigados a se mudar para Florianópolis no ano seguinte. Sozinhos.

Com 10 anos de idade Kami teve que amadurecer, viu a mãe se separar  e passar num concurso público para agente prisional no estado. O turno durava 24h. assim obrigando  o pequeno Gabriel a ter que dormir sozinho na maioria das noites. O garoto passou a virar madrugada na companhia dos games, personagens fantásticos e amigos virtuais

Logo depois oque era apenas diversão acabou virando profissional, a chave nesta mudança foi Gabriel “Mit” que atualmente trabalha como coach da Pain Gaming , o mesmo foi o técnico que convidou o prodígio do league of legends para uma equipe online em 2011, Foi assim que o jovem participou dos seus primeiros torneios profissionais dentro e fora do país com apenas 15 anos.

Dois anos depois, veio o convite para a  Recém-criada, a Pain Gaming que havia acabado de inaugurar em  São Paulo uma novidade até então no Brasil: uma gaming house . Kami foi obrigado a tomar a decisão da sua vida. E ele acabou deixando sua mãe e indo morar na capital paulista com outros seis garotos. naquele momento se iniciou  a história de uma das equipes mais vitoriosas do cenário brasileiro. E também de um dos seus maiores astros.

Kami age como um representante dos jogos eletrônicos. Defende com todas as suas forças o universo que mudou a sua vida. e atua como um porta-voz da classe dos jogadores. Aliás, o ativismo é um traço marcante de sua personalidade. O jovem assumiu a homossexualidade em sua rede social, em 2014, para uma legião de quase meio milhão de seguidores.

Gabriel “KamiKat” Bohm é uma prova da força dos jogos eletrônicos no Brasil e no mundo, e essa legião só está a crescer.

sobre Negro Galatico

Meu nome é Bruno, Sou carioca, Criador de conteúdo da Curiosos lol e viciado em league of legends

Além disso, verifique

BBQ Tempt realizou o primeiro Pentakill da LCK 2017

A LCK Começou nessa segunda-feira (17/01)  e o mid laner da BBQ Olivers. BBQ Tempt,  já …

Comentários no Facebook